Facebook testa retornar bate-papo do Messenger para o app da rede social

O Facebook testa voltar com as chamadas de voz e de vídeo no aplicativo principal da rede social a partir desta segunda-feira (30), segundo o anúncio feito pelo diretor de gerenciamento de produto do Messenger Connor Hayes, em entrevista ao Bloomberg.

As funções do chat foram desvinculadas do Facebook e migradas para o Messenger em 2014. Desde então, os usuários precisam baixar o mensageiro da empresa para enviar mensagens de texto e fazer ligações para amigos do Facebook.

O Facebook não divulgou a quantidade de usuários que terão acesso à função, mas afirmou que os recursos serão liberados para alguns países nesse momento inicial de testes. De acordo com Connor Hayes, a experiência tem como objetivo reduzir a necessidade de alternar entre o aplicativo principal da rede social e o Messenger.

Segundo o diretor de gerenciamento de produto do Messenger, o Facebook está começando a pensar no Messenger como um serviço, em vez de apenas um aplicativo independente. “Isso significa que as pessoas usarão a tecnologia junto com outras coisas — por exemplo, contando com o Messenger para bater papo por vídeo enquanto assistem a vídeos ou jogam no Facebook”, afirmou Hayes à Bloomberg.

Em abril de 2019, a pesquisadora Jane Manchun Wong postou em seu Twitter prints da tela inicial do aplicativo do Facebook com um ícone de mensagens na parte superior direita. Ao tocar no ícone, um bate-papo semelhante ao Messenger era aberto. A descoberta deu a entender que o Facebook já vinha trabalhando com a ideia de voltar com as funções de chat para o app principal.

O Facebook vem desenvolvendo recursos para integrar suas redes sociais há algum tempo, com a justificativa de assegurar a privacidade das conversas nas plataformas. Seguindo essa ideia, a empresa adicionou criptografia para proteger os chats de áudio e vídeo no Messenger neste mês.

Já em abril, o Facebook liberou para todos os usuários brasileiros o envio de mensagens entre as plataformas Instagram e Messenger e dez outros recursos exclusivos da integração. A função permite que usuários do aplicativo de mensagens possam conversar com uma pessoa do Instagram e vice-versa. Na época, Mark Zuckerberg afirmou que a integração das plataformas traz vantagens para os usuários ao permitir que eles não tenham que baixar apps diferentes para ter o serviço de mensagens.

O anúncio de mais uma possível integração entre as plataformas veio acompanhada de críticas. Os contrários à decisão dizem que a estratégia pode impossibilitar o desmembramento da empresa. Na última semana, a Comissão Federal de Comércio dos EUA entrou com uma nova ação contra o Facebook alegando monopólio para tentar coagir o Facebook a desfazer um das compras entre Instagram e WhatsApp.

Com informações de Bloomerang e Pocket-lint

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *