Celular 5G no Brasil: conheça 5 opções à venda em 2021

Os celulares 5G estão cada vez mais populares no Brasil. Marcas como Samsung, Xiaomi e Apple lideram o mercado ao ofertar aparelhos com essa conexão nas mais variadas faixas de preço. Dentre os lançamentos de 2021, é possível encontrar smartphones por valores que vão desde os R$ 2.299 pedidos no Realme 8 5G, até os R$ 7.999 cobrados pelo Mi 11 5G.

Confira a seguir oito opções com internet de quinta geração. Os aparelhos estão preparados para acessar a conexão mais veloz, que começa a ser liberada ainda neste ano.

1. Galaxy A52 5G (R$ 2.680)

A Samsung renovou a linha de intermediários em abril com alguns modelos, incluindo o Galaxy A52 5G. O telefone teve cifras iniciais de R$ 3.499, mas hoje ele pode ser encontrado a partir de R$ 2.680 na Amazon. A ficha técnica do smartphone inclui um painel de 6,5 polegadas Super AMOLED, que exibe imagens em Full HD+.

Galaxy A52 5G tem processador melhor e tela mais rápida que versão anterior — Foto: Divulgação/Samsung

 

Um dos destaques do display fica por conta da taxa de atualização de 120 Hz, que confere maior fluidez na transição de imagens, tanto durante jogos quanto na reprodução de vídeos. Outra especificação em destaque é o arranjo fotográfico quádruplo, com câmeras principal de 64 MP, ultra wide de 12 MP, macro de 5 MP e de profundidade de 5 MP.

A bateria, por sua vez, dispõe de 4.500 mAh, o que deve conferir um dia de uso. Nas configurações ainda é possível encontrar o processador Snapdragon 720G, que trabalha em conjunto com a memória RAM de 6 GB. O armazenamento é de 128 GB, com possibilidade de expansão via cartão microSD.

A ficha técnica menciona certificação IP67 para resistência à água e poeira, além de estabilizador óptico na câmera.

2. iPhone 13 (R$ 6.599)

O lançamento da Apple neste ano trouxe uma família toda equipada com o 5G, conexão que acompanha os aparelhos da empresa da maçã desde 2020. O iPhone 13 oferece tela de 6,5 polegadas com resolução de 2532 x 1170 pixels. Sua versão Pro, também com 5G, figura entre os indicados ao Prêmio Melhores do Ano.

A estrutura do smartphone conta com o Ceramic Shield na parte frontal para conferir maior resistência a arranhões, enquanto a parte traseira é revestida com vidro e alumínio. Ainda nesse sentido, vale mencionar a certificação IP68 que acompanha a composição e confere resistência à água e poeira.

iPhone 13 tem acabamento nas cores rosa, azul, preto, branco e vermelho — Foto: Reprodução/ Apple

 

O armazenamento começa em 128 GB, mas oferece duas alternativas extras, a de 256 e a de 512 GB. Quanto ao processador usado, o A15 Bionic, pode-se dizer que ele tem seis núcleos ao total, dos quais dois são de desempenho e quatro são de eficiência. A memória RAM e a capacidade da bateria não são mencionadas pela fabricante.

A câmera segue o padrão de duas lentes, ambas com 12 MP, distribuídas entre principal e ultra wide. A lente frontal também dispõe de 12 MP e dessa vez fica alocada em um notch ligeiramente menor em comparação com a geração anterior. Os recursos do arranjo fotográfico trazem efeitos usados em produções cinematográficas, o que destaca a câmera como um dos pontos altos do iPhone 13.

O valor do telefone começou em R$ 6.599 e por demarcar pouco tempo desde o lançamento o comércio ainda não registra cifras mais baixas nas vendas do modelo.

3. Realme 8 5G (R$ 2.299)

A Realme ampliou o portfólio de produtos disponíveis no Brasil em agosto, introduzindo o Realme 8 5G pelo valor sugerido de R$ 2.299. O celular com acesso à internet de quinta geração ainda não teve uma queda no preço e pode ser encontrado por valores a partir de R$ 2.299 na Amazon.

Realme 8 5G tem tela com taxa de atualização de 90 Hz — Foto: Divulgação/Realme

 

O telefone da marca chinesa, que já possui mais de 100 milhões de usuários, traz também uma tela de 6,5 polegadas com painel em Full HD+ e taxa de atualização de 90 Hz. A câmera tripla do smartphone se organiza da seguinte forma: sensor principal de 48 MP, macro de 2 MP e sensor de profundidade também de 2 MP.

A capacidade da bateria é de 5.000 mAh, que deve garantir autonomia de até 16 horas para reprodução de vídeos e 144 horas para áudio. O processador mencionado na ficha técnica é o Dimensity 700 5G e a memória RAM é de 8 GB. O armazenamento é de 128 GB, mas pode ser expandido em até 1 TB com a ajuda de um cartão microSD.

4. Moto G100 (R$ 3.777)

O celular Moto G100 desembarcou no país em março como objetivo representar um modelo de ficha técnica elaborada entre os demais da famosa linha da Motorola. Atualmente, o modelo pode ser encontrado por valores a partir de R$ 3.777 na Amazon.

A tela do smartphone chega com 6,7 polegadas, resolução Full HD+ e taxa de 90 Hz, mas são as lentes do conjunto fotográfico que recebem destaque. A câmera principal conta com 64 MP para o registro das fotos, enquanto o sensor híbrido de 16 MP varia entre ultra wide e macro. Por fim, o celular ainda traz sensor de profundidade de 2 MP e um sensor de foco automático.

A lente híbrida também dispõe de um ring flash que ilumina o sensor para garantir a qualidade da foto em lugares com pouca luminosidade.

Os 5.000 mAh registrados na ficha técnica do Moto G100 prometem mais de 40 horas de autonomia, segundo a fabricante. Para repor a carga, o celular usa um carregador de 20W que acompanha o produto na caixa. Em termos de armazenamento, o smartphone disponibiliza 256 GB para guardar dados e 12 GB de memória RAM. O chip que compõe o telefone é o Snapdragon 870 5G, da Qualcomm.

5. Xiaomi Mi 11 (R$ 7.999)

O Mi 11 é um celular de destaque, visto que vendeu 1 milhão de unidades em 21 dias. Lançado em junho no Brasil, o telefone chegou com o preço inicial de R$ 7.999. Atualmente ele concorre na categoria de top de linha do Prêmio Melhores do Ano.

Dentre as especificações do aparelho, estão a telona de 6,8 polegadas que exibe os conteúdos em WQHD+ (3200 x 1440 pixels). Ainda sobre o display, vale mencionar que ele usa a tecnologia AMOLED e garante uma taxa de 120 Hz para suavizar a transição de imagens.

Mi 11 usa processador Snapdragon 888 — Foto: Divulgação/Xiaomi

 

A câmera tripla se divide entre lente principal com 108 MP, ultra wide de 13 MP e macro com 5 MP. Os recursos nesse quesito contemplam um estabilizador óptico (OIS), modo cinema e modo noturno para fotos em locais com pouca luz.

Para alimentar esse telefone, a Xiaomi disponibiliza uma capacidade de bateria de 4.600 mAh que, embora possa ser reduzida em comparação com outros modelos, é compensada pela recarga rápida de 55W.

O chip que acompanha o telefone é o Snapdragon 888, um dos mais recentes da Qualcomm. No Mi 11, o processador opera com uma memória RAM de 8 GB e um armazenamento de 256 GB. Apesar das qualidades, o celular premium da Xiaomi não conta com suporte para cartão microSD.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *