Black Friday 2021: número de lojas falsas aumenta 178% antes do evento

A proximidade da Black Friday 2021, evento que acontece no próximo dia 26 de novembro, está levando ao aumento no número de lojas falsas na Internet. Segundo levantamento feito pela desenvolvedora de soluções em cibersegurança global Check Point Research, nas últimas seis semanas, a quantidade de sites e e-commerces fraudulentos cresceu 178% em comparação com a média dos meses anteriores do ano, número considerado recorde em todo o mundo.

O estudo aponta que, em média, 5.300 sites maliciosos estão sendo detectados por semana, marcando o maior número desde o início de 2021. Além disso, golpistas também aproveitam a data para enviar ofertas falsas por e-mail, prometendo descontos exorbitantes de até 85% nas compras online. Segundo o levantamento da Check Point Reserch, uma em cada 38 redes corporativas foi impactada, por semana, no mês de novembro por essas promoções enganosas.

Um dos golpes mais comuns na Black Friday aplicados por esses criminosos é enviar e-mails falsos em nome de empresas reais. Em um caso identificado na pesquisa, a frase “Notificação do sistema: Infelizmente, não foi possível renovar sua conta Аmazon”, escrita em japonês, estava no assunto do e-mail, acompanhada de um endereço remetente com domínio em chinês. Ao clicar no link contido no texto, o usuário era direcionado para um site clonado com nome e visual da Amazon, criado para capturar as credenciais verdadeiras da vítima.

Outros e-mails fraudulentos identificados pela pesquisa usavam a identidade da grife “Michael Kors” e ofereciam descontos de 70% a 85% em bolsas, carteiras e outros produtos. Ao clicar no link contido nas mensagens, o usuário era encaminhado para um site clonado com layout idêntico à página verdadeira da marca, onde poderia ter seus dados roubados. Tendo em vista o crescimento de tentativas de fraude, é interessante que os consumidores saibam como fazer compras seguras na Black Friday 2021 pela Internet.

“Rastreamos o número de sites maliciosos relacionados a compras online quase todos os anos, antes dos feriados de comércio eletrônico em novembro. Os números deste ano quebraram nossos recordes. Os atacantes estão dobrando esses sites para atrair consumidores ao golpe por meio de ofertas ‘boas demais para ser verdade’, prometendo 80% ou 85% de desconto. A estratégia deles é capitalizar sobre a ansiedade do consumidor após ter mostrado um desconto surpreendente”, disse Omer Dembinsky, gerente de Inteligência de Dados da Check Point Software Technologies.

Como se proteger e evitar golpes na Black Friday 2021

 

O especialista recomenda que os usuários tomem cuidado com ofertas que oferecem descontos vantajosos demais na Black Friday e na Cyber Monday, e desconfiem de promoções que fogem da realidade. “Se a oferta ou promoção parecer boa demais para ser verdade, provavelmente será falsa”, afirma Dembinsky.

Além disso, evite clicar em links suspeitos que peçam mudança de senha ou em notificações que demonstrem urgência excessiva. Nesses casos, a orientação é visitar o site da loja em questão diretamente no navegador, e não por meio de endereços compartilhados por e-mail ou WhatsApp. Outra dica é utilizar abas anônimas para realizar compras na Black Friday, uma vez que essa funcionalidade oferece maior segurança aos usuários.

Para se proteger de sites falsos na Black Friday, vale ainda analisar se o ícone de cadeado HTTPS está presente na barra de endereço do navegador; o que garante que o e-commerce conta com criptografia SSL; procurar selos de segurança na página e verificar se a URL contém erros de ortografia, o que pode ser um forte indício de que a página é clonada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *